Wiki BLACK PINK
Advertisement
The Album BLACKPINK profile

Foto conceitual para Lovesick Girls (E–D: Rosé, Jisoo, Jennie e Lisa)

Blackpink (hangul: 블랙핑크; rr: Beullaegpingkeu; estilizado como BLACKPINK ou BLΛƆKPIИK

) é um grupo feminino sul-coreano formado pela YG Entertainment em 2016. Ele é composto por quatro integrantes: Jisoo, Jennie, Rosé e Lisa. O grupo estreou em 8 de agosto de 2016, com o single Square One, que gerou "Whistle" e "Boombayah", seus primeiros sucessos número um na Gaon Digital Chart da Coreia do Sul e na tabela World Digital Song Sales da Billboard, respectivamente.

Blackpink é o ato feminino coreano de maior sucesso na Billboard Hot 100,

alcançando a posição 33 com seus singles de 2020 "How You Like That" e "Sour Candy", e na Billboard 200, alcançando a posição 24 com Kill This Love (2019).[1][2] Foram o primeiro grupo feminino coreano a entrar e entrar no topo da parada de Artistas Emergentes da Billboard e três vezes no topo da tabela World Digital Song Sales da Billboard.[3] Blackpink também se tornou o primeiro ato feminino coreano a receber uma certificação da Recording Industry Association of America (RIAA) com o single "Ddu-Du Ddu-Du" (2018), que tem o videoclipe mais visto por um grupo coreano no YouTube.[4][5] Elas têm os 40 maiores sucessos no Reino Unido entre todos os artistas coreanos.[6] O single "Kiss and Make Up" de 2018 foi a primeira música de um grupo coreano a receber uma certificação da British Phonographic Industry (BPI)[7][8][9] e a primeira música de um grupo coreano a ser certificado como platina pela Australian Recording Industry Association (ARIA).[10] Além disso, o single "How You Like That" de 2020 foi a primeira música de um artista coreano a receber uma certificação do Pro-Música Brasil.

O grupo quebrou vários recordes online ao longo de sua carreira; os videoclipes de "Kill This Love" (2019) e "How You Like That" (2020), cada um, estabeleceram um recorde para o videoclipe mais assistido nas primeiras 24 horas após o lançamento, com o último quebrando três e definindo dois Guinness World Records.[11] Elas também são o primeiro grupo coreano a ter dois videoclipes com pelo menos um bilhão de visualizações no YouTube.[12][13] "How You Like That" também se tornou o single coreano mais rápido a alcançar platina dupla no QQ Music, a maior plataforma de streaming de música da China.[11][14]

Os outros prêmios de Blackpink incluem o prêmio de Novo Artista do Ano no 31º Golden Disc Awards e no 26º Seoul Music Awards, bem como o reconhecimento como as celebridades mais poderosas da Coreia do Sul pela Forbes Korea em 2019, e como o primeiro grupo coreano feminino na lista 30 Under 30 Asia da Forbes. Elas também foram o primeiro grupo feminino de K-pop a ganhar um prêmio no MTV Video Music Award. Elas são atualmente o grupo feminino mais seguido no Spotify e o grupo musical, ato feminino e ato asiático mais inscrito no YouTube.

História[]

2010–2016: Formação e atividades de pré-estreia[]

Blackpink começou a se formar quando a YG Entertainment realizou testes dentro e fora da Coreia do Sul, procurando recrutas que fossem pré-adolescentes ou adolescentes, para criar um novo grupo feminino após o lançamento do primeiro grupo feminino 2NE1 em 2009. De acordo com as integrantes, ingressar na gravadora como trainees foi semelhante a se matricular em uma academia pop-star em tempo integral, com Jennie chamando-a de "mais rígida do que a escola" e Rosé comparando-a ao The X Factor com dormitórios. Para as integrantes que deixaram a vida fora da Coreia do Sul, o ritmo de treinamento junto com o choque cultural foi difícil, com Rosé lembrando de ligar para seus pais chorando.[15] Os preparativos para a estreia de Blackpink começaram em 2011, quando a YG Entertainment revelou em 14 de novembro de 2011 que o novo grupo feminino da gravadora estrearia no início de 2012 com pelo menos sete integrantes.[16] A partir de então, surgiram inúmeras notícias e rumores em torno do novo grupo feminino sobre o atraso de sua estreia, mas não houve informações oficiais.[17][18] Foi apenas até 18 de maio de 2016 que a YG Entertainment confirmou o novo grupo feminino, afirmando que as integrantes foram selecionadas por anos de competições acirradas e confirmando que a estreia seria em julho.[19] A gravadora mais tarde confirmou que Jang Hanna e Moon Sua, que foram apresentadas ao público como integrantes em potencial do novo grupo feminino, não foram incluídas na formação de estreia.[20][21]

Jennie foi a primeira integrante revelada a estar no grupo em 1 de junho.[22] Jennie ingressou na YG Entertainment como trainee em 2010, depois de voltar da Nova Zelândia para a Coreia do Sul.[23] Em 2012, ela foi apresentada ao público pela primeira vez por meio de uma foto intitulada "Who's that girl?" através do blog oficial da YG Entertainment em 10 de abril.[24] Jennie continuou a ser promovida como integrante do novo grupo feminino com várias colaborações, como estrelar o videoclipe de 2012 "That XX" de G-Dragon do EP One of a Kind e participar de "Black" do álbum Coup d'etat de 2013 de G-Dragon e "Special" de Lee Hi do álbum First Love de 2013.[25][26][27] Lisa foi revelada como a segunda integrante em 8 de junho de 2016.[28] Lisa foi a única pessoa entre 4.000 candidatos a passar no teste da YG Entertainment de 2010 na Tailândia, tornando-se a primeira trainee estrangeira a ingressar na gravadora em 2011.[23] Ela foi apresentada pela primeira vez em 2012 com um vídeo postado no canal oficial da YG Entertainment no YouTube intitulado "Who's That Girl ???".[28] Lisa também apareceu no videoclipe de "Ringa Linga" de Taeyang em 2013. Ela então começou seu primeiro trabalho de modelo em 2015 para a marca de moda de rua Nona9on, seguindo-se como modelo para a marca de cosméticos Moonshot em 2016.[29]

Em 15 de junho, Jisoo foi revelada como a terceira integrante. Jisoo se juntou à YG Entertainment como trainee em julho de 2011. Ela apareceu em vários anúncios e videoclipes em seus anos de pré-estreia, incluindo "Spoiler + Happy Ending" (2014) do álbum de estúdio Shoebox do Epik High e o videoclipe "I'm Different" (2014) de Hi Suhyun. Ela também fez uma participação especial no drama de 2015 The Producers.[30] Rosé foi revelada como integrante em 22 de junho de 2016. Ela ficou em primeiro lugar entre 700 candidatos na audição da YG Entertainment de 2012 na Austrália, resultando em um contrato de trainee com a gravadora e uma mudança para Seul para começar seu treinamento.[23] Ela foi apresentada na faixa de G-Dragon "Without You" do EP One of a Kind em 2012 como "? From YG New Girl Group". No entanto, seus vocais e identidade foram mantidos em segredo por quase quatro anos, até sua apresentação pública oficial, quando foi revelado que ela participou da música.[31]

Em 29 de junho, a YG Entertainment confirmou que o novo grupo feminino inclui quatro integrantes em vez do plano original de ter nove íntegrantes, e revelou Blackpink como o nome oficial do grupo.[32] Segundo um representante, Blackpink significa "bonita não é tudo" e simboliza que "é uma equipa que engloba não só beleza, mas também um grande talento".[33] Jisoo mais tarde revelou em uma entrevista coletiva que quase estrearam como 'Pink Punk', 'Baby Monster' ou 'Magnum'.[34] Blackpink lançou seu primeiro vídeo de prática de dança em 6 de julho, recebendo grande atenção dos espectadores.[35] Em 29 de julho, a YG Entertainment confirmou que a estreia de Blackpink seria em 8 de agosto de 2016.[36]

2016–2017: Estreia, popularidade crescente e sucesso comercial[]

As promoções para a estreia começaram na primeira semana de agosto de 2016 com o lançamento de imagens prévias, vídeos e anúncios.[37][38] O primeiro grupo feminino a estrear pela YG Entertainment em sete anos,[39] Blackpink lançou seu primeiro single, Square One, em 8 de agosto de 2016, consistindo nas faixas "Boombayah" e "Whistle".[39] As duas faixas ficaram em primeiro e segundo lugar na tabela World Digital Song Sales da Billboard, o que fez de Blackpink o grupo mais rápido a alcançar tal feito e o terceiro ato coreano a ocupar as duas primeiras posições simultaneamente, depois dos colegas de gravadora Psy e Big Bang.[40] "Whistle" rapidamente alcançou o topo das tabelas digitais, de download, streaming e mobile na Gaon.[41][42] O grupo também alcançou o primeiro lugar nas tabelas semanais de popularidade, videoclipes e videoclipes de K-pop do maior serviço de streaming de música da China, o QQ Music.[43] A primeira apresentação do Blackpink foi ao ar em 14 de agosto de 2016 no Inkigayo da SBS.[44] Elas ganharam o primeiro lugar no Inkigayo 13 dias após sua estreia, quebrando o recorde de menor tempo para um grupo feminino vencer em um programa de música após a estreia. Elas encerraram suas promoções para o Square One em 11 de setembro de 2016, com outra vitória no Inkigayo.

Blackpink lançou seu segundo single Square Two composto pelas faixas "Playing with Fire" e "Stay" em 1 de novembro de 2016. O grupo começou suas promoções no Inkigayo em 6 de novembro e no M Countdown da Mnet em 10 de novembro.[45] "Playing with Fire" foi o segundo single de Blackpink a alcançar o número um na tabela World Digital Songs da Billboard e a primeira música de um grupo feminino de K-pop a entrar nas tabelas do Canadian Hot 100.[46][47] Na Coreia do Sul, "Playing with Fire" atingiu o número três, enquanto "Stay" conseguiu chegar ao décimo lugar.[48] O sucesso comercial do Blackpink em seus primeiros cinco meses rendeu-lhes vários prêmios de estreia nos principais shows de premiação de fim de ano da Coreia, incluindo o Asia Artist Awards,[49] Melon Music Awards,[50] Golden Disc Awards,[51] Seoul Music Awards[52] e o Gaon Chart Music Awards.[53] Além disso, a Billboard as nomeou um dos melhores novos grupos de K-pop de 2016.[54]

Em 17 de janeiro de 2017, o Blackpink revelou o nome de seu fã-clube — "Blink", uma palavra-valise de "black" e "pink".[55] Em 22 de junho, o grupo lançou um single digital intitulado "As If It's Your Last". A música foi descrita como um "gênero misto de música", uma mudança de som em relação aos lançamentos anteriores.[56] A música estreou na posição de número um na tabela World Digital Songs da Billboard após um dia de lançamento, tornando-se o seu terceiro hit número um na tabela.[57] O videoclipe para a música mais tarde quebrou o recorde de videoclipe mais curtido por um grupo feminino coreano no YouTube, bem como o videoclipe de um grupo de K-pop mais visto nas primeiras 24 horas de lançamento.[58][59] Em 20 de julho de 2017, Blackpink realizou uma apresentação no Nippon Budokan em Tóquio. Havia uma participação de mais de 14.000 pessoas e foi relatado que cerca de 200.000 pessoas tentaram obter ingressos.[60][61] O grupo fez sua estreia no Japão em 30 de agosto de 2017, com o lançamento de seu extended play japonês auto-intitulado que incluiu versões japonesas de seus singles anteriores.[62][63] O EP estreou e alcançou o topo da Oricon Albums Chart.[64] Blackpink foi classificado entre as 25 melhores músicas globais do verão de 2017 do YouTube com "As If It's Your Last".[65]

2018–2019: Reconhecimento internacional, Square Up, Kill This Love e primeira turnê mundial[]

Predefinição:Artigo principal Em janeiro de 2018, foi anunciado que o EP japonês de estreia do grupo seria relançado sob o nome de Re: Blackpink. A versão digital incluía as mesmas músicas do lançamento original, enquanto a versão física incluía um DVD contendo todos os videoclipes e seis músicas no idioma coreano.[66]

Em 15 de junho, o grupo lançou seu primeiro EP intitulado Square Up.[67] O single "Ddu-Du Ddu-Du" do EP estreou na posição de número 17 no Official Trending Chart no Reino Unido, tornando-as o primeiro grupo feminino de K-pop a entrar na parada desde o seu lançamento em 2016.[68] O single também estreou como o Billboard Hot 100 mais bem sucedido de todos os tempos por um grupo feminino de K-pop, abrindo no número 55 com 12,4 milhões de streams nos EUA e 7.000 downloads na semana de registro que termina em 21 de junho de 2018.[69] O single também estreou na posição de número 39 na tabela Streaming Songs dos EUA, onde Blackpink se tornou o primeiro grupo feminino de K-pop a conquistar um título.[69] Square Up também trouxe ao grupo sua primeira entrada e o álbum de maior sucesso de um grupo feminino de K-pop na época de seu lançamento na Billboard 200, estreando no número 40 com 14.000 unidades equivalentes.[70] O EP também liderou a parada de álbuns da Billboard World Albums.[69] Na Coreia do Sul, Square Up estreou em número um na Gaon Albums Chart.[71] O single "Ddu-Du Ddu-Du" alcançou o primeiro lugar nas tabelas Digital, Download, Streaming e Mobile na Gaon em sua segunda semana, enquanto "Forever Young" conseguiu chegar ao top cinco.[72][73][74][75] A contagem oficial do YouTube viu o videoclipe de "Ddu-Du Ddu-Du" acumular um total de 36,2 milhões de visualizações dentro de 24 horas após seu lançamento e se tornou o vídeo online mais visto nas primeiras 24 horas por um ato coreano e o segundo videoclipe mais assistido de todos os tempos em junho de 2018.[76]

Em 7 de julho, a parada final da turnê foi adicionada para 24 de dezembro no Kyocera Dome Osaka como um presente de Natal para os fãs.[77] Elas embarcaram em sua primeira turnê no Japão, Blackpink Arena Tour 2018, em Osaka, de 24 a 25 de julho.[78] Em 12 de setembro, foi anunciado que o grupo realizaria seu primeiro show em Seul, intitulado "Blackpink 2018 Tour [In Your Area] Seoul x BC Card" na Olympic Gymnastics Arena.[79] O show levou à In Your Area World Tour, que continuou por 2019 e início de 2020 na América do Norte, Europa, Oceania e Japão. A turnê acabou se tornando a turnê de maior bilheteria de um grupo feminino coreano no final de sua temporada.[80]

Em setembro de 2018, a cantora inglesa Dua Lipa anunciou "Kiss and Make Up", uma colaboração com o Blackpink para a edição completa relançada do seu álbum de estreia auto-intitulado em 19 de outubro de 2018.[81] "Kiss and Make Up" estreou na posição de número 93 na Billboard Hot 100, marcando a segunda entrada do Blackpink na tabela, tornando-o o único grupo feminino sul-coreano em outubro de 2018 a marcar pelo menos duas entradas na tabela.[82] A música também alcançou o número 36 na tabela UK Singles Chart marcando sua segunda música na tabela e sua primeira entrada no Top 40, tornando-o o primeiro grupo feminino de K-pop e o terceiro grupo coreano a alcançar o Top 40 da tabela.[83]

Em outubro de 2018, o grupo assinou com a Interscope Records em uma parceria global com a YG Entertainment; elas deveriam ser representadas pela Interscope e pela Universal Music Group fora da Ásia.[84] Em novembro de 2018, Blackpink anunciou datas adicionais para a turnê mundial In Your Area, que abrange treze datas na Ásia, de janeiro a março de 2019.[85] Jennie estreou seu single solo, "Solo", no show do Blackpink em Seul, em 11 de novembro; a música e seu videoclipe oficial foram lançados no dia seguinte.[86] Seu primeiro álbum de estúdio japonês, Blackpink in Your Area, foi disponibilizado digitalmente em 23 de novembro e fisicamente em 5 de dezembro.[87] O álbum estreou na posição de número 9 na parada de álbuns japonesa, vendendo cerca de 13.000 cópias em sua primeira semana.[88]

Blackpink fez sua estreia americana no Grammy Artist Showcase 2019 da Universal Music Group, um evento exclusivo para convidados no ROW no centro de Los Angeles em 9 de fevereiro de 2019.[89] O grupo apareceu em vários programas de televisão americanos após sua apresentação de estreia, incluindo The Late Show with Stephen Colbert e Good Morning America.[90][91][91][92] Em março do mesmo ano, elas se tornaram o primeiro grupo feminino de K-pop a adornar a capa da revista Billboard.[93]

O terceiro EP de Blackpink, Kill This Love, liderada por um single de mesmo nome, foi lançado em 5 de abril de 2019.[94] Kill This Love estreou na 24ª posição na Billboard 200, enquanto o single alcançou a posição 41 na Billboard Hot 100, tornando-se o lançamento de maior sucesso por um ato feminino coreano nas duas principais tabelas da Billboard.[95] "Kill This Love" foi incluído na lista das 100 melhores músicas de 2019 da Billboard.[96] A música "Forever Young", lançada como lado B do EP Square Up (2018), ultrapassou 2,5 milhões de downloads em dezembro de 2019, tornando-se a quinta música do grupo no geral e a segunda a obter a certificação de platina para downloads da Korea Music Content Association (KMCA), após "Ddu-Du Ddu-Du".[97] Blackpink se apresentou no Coachella Festival 2019 em 12 e 19 de abril de 2019, o primeiro grupo feminino de K-pop a se apresentar no Coachella.[98][99]

Em 16 de outubro de 2019, uma versão japonesa de Kill This Love foi lançada no mercado japonês, alcançando a posição 17 na Oricon Albums Chart.[100] O grupo embarcou para o Japão para uma variedade de atividades promocionais, incluindo aparições nos programas de televisão de música japonesa Music Station da TV Asahi e Love Music da Fuji TV.[101]

2020: Sucesso internacional contínuo e The Album[]

Em 22 de abril, foi confirmado que o grupo faria parte do sexto álbum de estúdio de Lady Gaga, Chromatica, na faixa intitulada "Sour Candy", que foi lançada como single promocional em 28 de maio de 2020.[102] Na tabela Billboard Hot 100, a canção estreou no número 33, dando a Gaga seu 25º hit top 40 e Blackpink seu primeiro, tornando-se a música com maior sucesso do grupo nos Estados Unidos até o momento, bem como a música com maior sucesso por um grupo feminino de K-pop. Na Austrália, a canção estreou na 8ª posição, tornando-se o hit de maior sucesso de Blackpink no país.[103] Também se tornou seu primeiro single no top 20 no Reino Unido, estreando no número 17.[104]

Em 18 de maio, a YG Entertainment anunciou que o grupo lançaria um single de pré-lançamento em junho, seguido por um lançamento de single adicional entre julho e agosto, para promover seu primeiro álbum de estúdio coreano em setembro.[105][106] Em 2 de junho, a YG Entertainment confirmou que após o lançamento do primeiro álbum completo do grupo, as integrantes Rosé, Lisa e Jisoo irão lançar seus projetos individuais, com o álbum solo de Rosé sendo lançado primeiro.[107] O single "How You Like That" foi muito divulgado nas mídias sociais antes de seu lançamento digital em 26 de junho.[108][109] A canção estreou na 12ª posição na Gaon Digital Chart com apenas um dia e 16 horas de rastreamento e alcançou a posição número um na nas tabelas digital, download e streaming da Gaon em sua segunda semana.[110] "How You Like That" tornou-se a quinta música de Blackpink nas tabelas da Billboard Hot 100 (chegando ao número 33) e seu videoclipe quebrou cinco recordes mundiais do Guinness World Records.[11]

No meio dos preparativos para o retorno, a YG Entertainment lançou um prólogo do mais novo reality show de Blackpink, 24/365 with Blackpink, em 13 de junho, antes do lançamento no YouTube. O programa documenta seus retornos em 2020 e compartilha suas vidas diárias por meio de vlogs.[111] Em 23 de julho, a YG Entertainment anunciou que um novo single, "Ice Cream", com a cantora e compositora americana Selena Gomez, seria lançado em 28 de agosto.[112][113] "Ice Cream" estreou e alcançou a posição 13 na tabela Billboard Hot 100.[114] Em 28 de julho, o grupo anunciou que seu primeiro álbum de estúdio coreano, The Album, seria lançado em 2 de outubro de 2020.[115] Em 30 de agosto de 2020, Blackpink se tornou o primeiro grupo feminino de K-pop a vencer no MTV Video Music Awards, ganhando o prêmio de Canção do Verão por "How You Like That".[116]

Em 8 de setembro, Netflix e Blackpink anunciaram que Blackpink: Light Up The Sky estreará em 14 de outubro como um documentário de acesso total, cobrindo os quatro anos desde a estréia explosiva de Blackpink em 2016 com imagens de vídeo de seus dias de treinamento para olhar suas vidas familiares, histórias de bastidores e entrevistas honestas com as íntegrantes.[117]

Em 21 de outubro, Blackpink apareceu nos programas de entrevistas americanos Good Morning America e Jimmy Kimmel Live! via chamada de vídeo para promover o terceiro single de seu primeiro álbum de estúdio, "Lovesick Girls", nos Estados Unidos.[118][119][120][121][122][123] No início de dezembro, Blackpink no seu canal do YouTube divulgou um teaser enigmático de apenas 20 segundos contendo uma maleta cujo selo de identificação mostrava uma data, o número do item que é a data de sua estreia e um Código QR que levava para seu canal do Youtube.[124] No dia 2 de dezembro, foi anunciado ao público sobre o que se tratava o projeto, que consiste num show pago e online na plataforma YouTube entitulado "THE SHOW", que acontecerá em 27 de dezembro, por comprar a assinatura de um mês do canal, tornando-se um membro do mesmo.[125][126][127][128][129][130] O concerto contou com as primeiras apresentações de várias músicas de The Album, bem como da canção de Rosé "Gone" de seu primeiro single solo album R. Mais tarde, foi revelado que mais de 280.000 pessoas compraram uma assinatura para ter acesso ao show.

Em 2 de junho de 2021, a Universal Music Japan anunciou que o grupo lançaria uma versão japonesa do álbum em 3 de agosto de 2021. O lançamento incluiu versões japonesas de quatro das oito faixas - "How You Like That", "Pretty Savage", "Lovesick Girls" e "You Never Know" - e vieram em 12 edições físicas diferentes.

Em 15 de junho de 2021, a YG Entertainment anunciou o início de um novo projeto, apelidado de "4+1", em comemoração ao 5º aniversário do debut do grupo.

Imagem pública e recepção[]

Desde sua estreia, Blackpink emergiu como uma figura proeminente no K-pop. Elas ganharam imensa popularidade na Coreia do Sul, com a Forbes Korea Power Celebrity nomeando Blackpink como as celebridades mais influentes da Coreia do Sul em 2019 e as terceiras celebridades mais influente em 2020.[131][132] Vários meios de comunicação internacionais, como Forbes, Billboard e The Hollywood Reporter, reconheceram a popularidade do grupo e sua contribuição na divulgação da onda coreana em todo o mundo.[15][133][134][135] Blackpink foi citado pela Rolling Stone como a única exceção ao estereótipo de que a maioria dos atos de K-pop que alcançou sucesso em larga escala nos Estados Unidos são grupos masculinos.[136] O grupo também foi creditado como um dos dois artistas que lideram o crescimento da indústria musical coreana pela Federação Internacional da Indústria Fonográfica (IFPI).[137] Blackpink foi descrito como o "maior grupo feminino do planeta",[138] "maior banda feminina de K-pop do planeta",[139] e "Rainhas do K-pop".[15] O grupo apareceu em várias listas de poder. Elas foram incluídas na lista 30 Under 30 Asia da Forbes, tornando-se o primeiro grupo feminino a fazer isso.[133][140] O grupo também foi listado na "Time 100 Next" inaugural da revista Time em 2019, uma lista de 100 estrelas em ascensão que estão moldando o futuro de vários campos ao redor do mundo, afirmando que o grupo está "anunciando uma nova era de atos coreanos ultrapassando a linguagem barreiras para tocar em palcos globais "ao se tornar o primeiro grupo feminino de K-pop a se apresentar no Coachella.[141][142]

A influência da Blackpink se estende online, pois elas conquistaram um grande número de seguidores nas mídias sociais e plataformas de serviço de streaming. Em setembro de 2019, Blackpink ultrapassou One Direction como o grupo musical mais inscrito no YouTube.[143] Em setembro de 2020, Blackpink são o terceiro ato musical mais inscrito e a artista feminina mais inscrita no YouTube, com mais de 47 milhões de inscritos[144]; As íntegrantes do Blackpink também são os indivíduos relacionados à Coreia mais seguidos no Instagram, com a primeira, segunda, terceira e quarta mais seguidas sendo Lisa, Jennie, Rosé e Jisoo, respectivamente.[145][146][147] Em novembro de 2019, Blackpink ultrapassou Fifth Harmony e Little Mix e se tornou o grupo feminino mais seguido no Spotify.[148][149] Em setembro de 2020, o perfil do grupo no Spotify acumulava mais de 14,3 milhões de seguidores.[150] O videoclipe de "Ddu-Du Ddu-Du" se tornou o videoclipe mais assistido por um grupo sul-coreano, superando em janeiro de 2019 e se tornou o primeiro videoclipe de um grupo de K-pop a ultrapassar um bilhão de visualizações em novembro de 2019.[151][152] Após o lançamento de "How You Like That" e seu videoclipe em 26 de junho de 2020, Blackpink quebrou cinco recordes mundiais do Guinness World Records, incluindo os de vídeo mais assistido do YouTube nas primeiras 24 horas de lançamento (com 86,3 milhões de visualizações) e o maior número de espectadores para uma estreia de vídeo no YouTube (atingindo 1,66 milhão de espectadores simultâneos para a estreia ao vivo).[153][11]

Além da música, Blackpink ampliou seu escopo para a moda. Todas as integrantes do Blackpink provaram ser indivíduas mundialmente reconhecidas na moda ao se tornarem rostos de casas de moda de luxo: Jennie é a embaixadora da casa de Chanel,[154] Rosé é a embaixadora global de Saint Laurent,[155] Jisoo é a embaixadora de beleza da Dior,[156] e Lisa é a musa da Celine e a embaixadora da marca Bulgari.[157][158] Blackpink recebeu o crédito por chamar a atenção internacional para o traje tradicional hanbok da Coreia do Sul ao reinterpretar o traje com estilos modernos, enquanto mantinha seus traços tradicionais em seu videoclipe e apresentações de "How You Like That".[159][160] A imagem de Blackpink enfatizou a moda e a individualidade, tanto dentro quanto fora do palco. "A moda definitivamente nos fortalece tanto quanto a música", Jennie compartilhou em uma entrevista em grupo para a revista Elle US.[161] Enquanto elas demonstram a uniformidade típica em roupas de grupos femininos, Blackpink se destaca de outros grupos de K-pop com a roupa de cada integrante tendo um toque de seu próprio estilo pessoal.[162]

Outros empreendimentos[]

Endossos[]

Blackpink adquiriu vários contratos de endosso em vários setores ao longo de sua carreira. Globalmente, Blackpink foram embaixadoras globais da Kia Motors, na qual o fabricante de automóveis também serviu como patrocinador titular do In Your Area World Tour do grupo, buscando estabelecer uma conexão mais próxima com a geração mais jovem.[163] Na América do Norte, Blackpink formou uma parceria com a empresa de brinquedos Jazwares para criar uma coleção de bonecas com roupas de seus videoclipes.[164]

Na Ásia, Blackpink apoiou a Samsung, trabalhando em várias campanhas, como o desafio #danceAwesome para promover o Galaxy A.[165] Em agosto de 2019, a Samsung lançou uma edição especial BLACKPINK definida no sudeste da Ásia, composta por seu Galaxy A80, Galaxy Watch e Galaxy Buds.[166][167] O grupo apresentou o Galaxy S10+ e Galaxy Buds em seu videoclipe "Kill This Love".[168] Em novembro de 2018, Blackpink se tornou as primeiras embaixadoras regionais da marca para uma plataforma de e-commerce de Singapura, Shopee, como parte de sua parceria com a YG Group no sudeste da Ásia e Taiwan.[169] O banco tailandês KBank iniciou sua parceria com Blackpink para ampliar seu alcance entre os clientes da nova geração em novembro de 2019.[170]

Na Coreia do Sul, Blackpink foram embaixadoras ou modelos de: marca de roupas esportivas Adidas,[171] hotel e resort de luxo Paradise City,[172] marca de lentes de contato Olens,[173] e marca de cuidados com os cabelos Mise-En-Scène.[174] Em julho de 2018 e agosto de 2020, o grupo ficou em primeiro lugar entre todos os cantores em reputação de marca com base nas análises do The Korea Reputation Research Institute, tornando-as o único ato feminino a fazê-lo.[175][176] Em maio de 2017, Blackpink tornaram-se embaixadoras da Incheon Main Customs.[177] Em abril de 2018, Blackpink assinou um contrato para anunciar a marca de bebidas Sprite Korea.[178] Em janeiro de 2019, o grupo tornou-se o rosto do Woori Bank, no qual o banco busca expandir seu alcance para o mercado consumidor jovem e global com Blackpink.[179] O grupo endossou e colaborou com várias marcas de alta qualidade, incluindo Puma e Reebok[180][181], casas de moda de luxo Louis Vuitton e Dior Cosmetics[182][183], marca de cosméticos Moonshot[184], marca de bolsa St. Scott London[185] e a loja de departamentos Shibuya 109[186] Blackpink também entrou em uma colaboração com Tokyo Girls Collection x CECIL McBEE para lançar mercadorias no Japão.[187]

Filantropia[]

Em dezembro de 2018, Blackpink doou seu prêmio em dinheiro do Elle Style Awards 2018 no valor de 20 milhões (cerca de R$88.180) para famílias de pais solteiros de baixa renda na Coreia do Sul.[188] Em abril de 2019, Blackpink fez uma doação de 40 milhões de wons para a Hope Bridge Association of the National Disaster Relief para as vítimas do incêndio de Sokcho na Coreia do Sul.[189] Em setembro de 2019, a integrante Lisa doou ฿100.000 (cerca de R$16.892) para ajudar as vítimas das enchentes de monções em sua cidade natal, Buriram, Tailândia.[190][191] Em abril de 2020, Blackpink lançou máscaras faciais não médicas de marca, por meio da Bravado, empresa de merchandising afiliada à UMG, para caridade em resposta à pandemia de COVID-19 e seu impacto na indústria musical. 100 por cento dos rendimentos beneficiam MusiCares, uma iniciativa fundada pela The Recording Academy que lançou um fundo de ajuda COVID-19.[192]

Discografia[]

Álbuns coreanos[]

  • The Album (2020)[193]
  • Born Pink (2022)

Álbuns japoneses[]

  • Blackpink in Your Area (2018)

Filmografia[]

Reality shows[]

  • Blackpink House (2018, V Live / YouTube / JTBC2))[194]
  • YG Future Strategy Office (2018, Netflix)[195]Predefinição:Efn
  • Blackpink x Star Road (2018, V Live)
  • Blackpink Diaries (2019, V Live / YouTube)
  • 24/365 with Blackpink (2020, YouTube)[196]
  • Blackpink: Light Up The Sky (2020, Netflix)[117]

Concertos e turnês[]

Concertos principais[]

Turnês principais[]

  • Blackpink Arena Tour 2018
  • Blackpink 2018-2020 World Tour (na sua área)

Livros[]

  1. Predefinição:Citar web
  2. Predefinição:Citar web
  3. Predefinição:Citar web
  4. Predefinição:Citar web
  5. Predefinição:Citar web
  6. Predefinição:Citar web
  7. Predefinição:Citar web
  8. Predefinição:Citar web
  9. Predefinição:Citar web
  10. Predefinição:Citar web
  11. 11,0 11,1 11,2 11,3 Predefinição:Citar web
  12. Predefinição:Citar web
  13. Predefinição:Citar web
  14. Predefinição:Citar web
  15. 15,0 15,1 15,2 Predefinição:Citar web
  16. Predefinição:Citar web
  17. Predefinição:Citar web
  18. Predefinição:Citar web
  19. Predefinição:Citar web
  20. Predefinição:Citar web
  21. Predefinição:Citar web
  22. Predefinição:Citar web
  23. 23,0 23,1 23,2 Predefinição:Citar jornal
  24. Predefinição:Citar web
  25. Predefinição:Citar web
  26. Predefinição:Citar web
  27. Predefinição:Citar web
  28. 28,0 28,1 Predefinição:Citar web
  29. Predefinição:Citar web
  30. Predefinição:Citar web
  31. Predefinição:Citar web
  32. Predefinição:Citar web
  33. Predefinição:Citar web
  34. Predefinição:Citar web
  35. Predefinição:Citar web
  36. Predefinição:Citar web
  37. Predefinição:Citar web
  38. Predefinição:Citar web
  39. 39,0 39,1 Predefinição:Citar web
  40. Predefinição:Citar web
  41. Predefinição:Citar web
  42. Vendas acumuladas para "Whistle":
    • Predefinição:Citar web
    • Predefinição:Citar web
    • Predefinição:Citar web
    • Predefinição:Citar web
    • Predefinição:Citar web
  43. Predefinição:Citar web
  44. Predefinição:Citar web
  45. Predefinição:Citar jornal
  46. Predefinição:Citar jornal
  47. Predefinição:Citar web
  48. Predefinição:Citar web
  49. Predefinição:Citar web
  50. Predefinição:Citar web
  51. Predefinição:Citar web
  52. Predefinição:Citar web
  53. Predefinição:Citar web
  54. Predefinição:Citar periódico
  55. Predefinição:Citar web
  56. Predefinição:Citar web
  57. Predefinição:Citar web
  58. Predefinição:Citar web
  59. Predefinição:Citar web
  60. Predefinição:Citar web
  61. Predefinição:Citar web
  62. Predefinição:Citar notícia
  63. Total de vendas de álbuns de BLACKPINK (JPN)
    • Predefinição:Citar web
  64. Predefinição:Citar web
  65. Predefinição:Citar notícia
  66. Predefinição:Citar web
  67. Predefinição:Citar web
  68. Predefinição:Citar web
  69. 69,0 69,1 69,2 Predefinição:Citar web
  70. Predefinição:Citar web
  71. Predefinição:Citar web
  72. Predefinição:Citar web
  73. Predefinição:Citar web
  74. Predefinição:Citar web
  75. Predefinição:Citar web
  76. Predefinição:Citar notícia
  77. Predefinição:Citar web
  78. Predefinição:Citar web
  79. Predefinição:Citar web
  80. Predefinição:Citar web
  81. Predefinição:Citar web
  82. Predefinição:Citar web
  83. Predefinição:Citar web
  84. Predefinição:Citar web
  85. Predefinição:Citar web
  86. Predefinição:Citar web
  87. Predefinição:Citar web
  88. Predefinição:Citar web
  89. Predefinição:Citar web
  90. Predefinição:Citar web
  91. 91,0 91,1 Predefinição:Citar web
  92. Predefinição:Citar web
  93. Predefinição:Citar web
  94. Predefinição:Citar web
  95. Predefinição:Citar web
  96. Predefinição:Citar web
  97. Predefinição:Citar web
  98. Predefinição:Citar web
  99. Predefinição:Citar notícia
  100. Predefinição:Citar web
  101. Predefinição:Citar web
  102. Predefinição:Citar web
  103. Predefinição:Citar web
  104. Predefinição:Citar periódico
  105. Predefinição:Citar web
  106. Predefinição:Citar web
  107. Predefinição:Citar web
  108. Predefinição:Citar web
  109. Predefinição:Citar web
  110. Predefinição:Citar web
  111. Predefinição:Citar web
  112. Predefinição:Citar web
  113. Predefinição:Citar web
  114. Predefinição:Citar web
  115. Predefinição:Citar web
  116. Predefinição:Citar web
  117. 117,0 117,1 Predefinição:Citar web
  118. Predefinição:Citar web
  119. Predefinição:Citar web
  120. Predefinição:Citar web
  121. Predefinição:Citar web
  122. Predefinição:Citar web
  123. Predefinição:Citar web
  124. Predefinição:Citar web
  125. Predefinição:Citar web
  126. Predefinição:Citar web
  127. Predefinição:Citar web
  128. Predefinição:Citar web
  129. Predefinição:Citar web
  130. Predefinição:Citar web
  131. Predefinição:Citar web
  132. Predefinição:Citar web
  133. 133,0 133,1 Predefinição:Citar web
  134. Predefinição:Citar web
  135. Predefinição:Citar web
  136. Predefinição:Citar web
  137. Predefinição:Citar web
  138. Predefinição:Citar web
  139. Predefinição:Citar web
  140. Predefinição:Citar web
  141. Predefinição:Citar web
  142. Predefinição:Citar web
  143. Predefinição:Citar web
  144. Predefinição:Citar web
  145. Predefinição:Citar web
  146. Predefinição:Citar web
  147. Predefinição:Citar web
  148. Predefinição:Citar web
  149. Predefinição:Citar web
  150. Predefinição:Citar web
  151. Predefinição:Citar web
  152. Predefinição:Citar web
  153. Predefinição:Citar web
  154. Predefinição:Citar web
  155. Predefinição:Citar web
  156. Predefinição:Citar web
  157. Predefinição:Citar web
  158. Predefinição:Citar web
  159. Predefinição:Citar web
  160. Predefinição:Citar web
  161. Predefinição:Citar web
  162. Predefinição:Citar web
  163. Predefinição:Citar web
  164. Predefinição:Citar web
  165. Predefinição:Citar web
  166. Predefinição:Citar web
  167. Predefinição:Citar web
  168. Predefinição:Citar web
  169. Predefinição:Citar web
  170. Predefinição:Citar web
  171. Predefinição:Citar web
  172. Predefinição:Citar web
  173. Predefinição:Citar web
  174. Predefinição:Citar web
  175. Predefinição:Citar web
  176. Predefinição:Citar web
  177. Predefinição:Citar web
  178. Predefinição:Citar web
  179. Predefinição:Citar web
  180. Predefinição:Citar web
  181. Predefinição:Citar web
  182. Predefinição:Citar web
  183. Predefinição:Citar web
  184. Predefinição:Citar web
  185. Predefinição:Citar web
  186. Predefinição:Citar web
  187. Predefinição:Citar web
  188. Predefinição:Citar web
  189. Predefinição:Citar web
  190. Predefinição:Citar web
  191. Predefinição:Citar web
  192. Predefinição:Citar web
  193. Predefinição:Citar web
  194. Predefinição:Citar web
  195. Predefinição:Citar web
  196. Predefinição:Citar web
Advertisement